Estamos trabalhando em um novo portal para Porto Alegre. Visite o novo portal e ajude-nos com seu feedback.
Prefeitura de Porto Alegre
Lupa
A- A+ A- A+    A A A A    ?
concurso voltar ao topo ^

Doações por meio de aplicativo viabilizam obra viária na zona Sul

31/07/2018 15:53:44

Foto: Brayan Martins / PMPA
Wenceslau Escobar terá faixa reversível semaforizada para circulação dos carros

Wenceslau Escobar terá faixa reversível semaforizada para circulação dos carros

Foto: Brayan Martins / PMPA
Marchezan destacou a segurança para as doações com a ferramenta ConstruaPOA

Marchezan destacou a segurança para as doações com a ferramenta ConstruaPOA

Reduzir em até 50% o tempo de deslocamento nos horários de pico, com mais segurança na circulação, previsão de redução de 25% em acidentes e feridos, no eixo da Wenceslau Escobar, Cel. Marcos e Tramandaí, um dos gargalos no trânsito da Capital. Este é o objetivo da prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade (Smim), através da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), com as obras de engenharia viária que se iniciaram nesta terça-feira, 31, na zona Sul. É o primeiro projeto desenvolvido a partir de doações da ferramenta ConstruaPOA (construapoa.portoalegre.rs.gov.br), disponível no aplicativo #EuFaçoPOA. A ordem de início foi marcada por um ato, realizado na sede da Associação dos Servidores do Banco Central de Porto Alegre (Asbac).

 
Entre as diversas medidas a serem implantadas, já debatidas com as comunidades envolvidas, como remoção de canteiros centrais, postes, retiradas de semáforos, ordenação de acessos e qualificação de conversões, está a implantação de uma faixa reversível semaforizada para circulação dos veículos na Wenceslau Escobar. Com extensão de aproximadamente 450 metros, a faixa com alterações no fluxo ficará localizada no trecho entre a interseção da Wenceslau Escobar com a rua Professor Xavier Simões (via de acesso ao bairro Sétimo Céu) e a curva da Sociedade de Engenharia (fim da avenida Wenceslau Escobar). 
 
As obras acontecerão nos trechos 1 e 2, com serviços realizados prioritariamente à noite e aos finais de semana. O serviço no trecho em obras terá apoio dos agentes da EPTC, com acompanhamento de imagens por câmeras. “A faixa reversível, somada às demais ações de engenharia viária, é uma medida que visa a otimizar a circulação em áreas que enfrentam limitações de porte, como é o caso daquela região da zona Sul. A faixa terá indicação semaforizada, funcionando em três pistas. Duas delas terão sentido único nos horários de pico, manhã (bairro-Centro) e à tarde, fluxo do Centro para o bairro. É um investimento da prefeitura, mas também com apoio privado”, explica a diretora técnica da EPTC, Carla Meinecke.   
 
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior, que participou do ato, parabenizou a iniciativa. Destacou que o ConstruaPOA é uma evolução do aplicativo da prefeitura, que tem como objetivo aproximar os serviços, aproximar as entregas da sociedade, com transparência: “Através da ferramenta, a sociedade tem a segurança de que está doando algo, vendo onde chega e quem beneficia com a doação. Com certeza a iniciativa será aplicada em outras regiões, após o sucesso desse projeto”.      
 
O presidente da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), Renato Zimmermann, relata que o aplicativo deu a segurança necessária para a associação, junto com outras empresas, colaborar com a comunidade: “A gente conheceu o ConstruaPOA e percebeu, pelo que está detalhado, pelo projeto, os detalhes, os investimentos a serem feitos e, desta forma, a AABB e as outras empresas tiveram a segurança, por essa transparência, e pelo resultado, em fazer a doação.”

Através do aplicativo, o município recebeu a doação de 3.500 kg de cimento asfáltico e 416 kg de cola para fixação de tachões, o que representa 15% do material necessário para o projeto. O secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Luciano Marcantônio, parabenizou os envolvidos no projeto, em especial a participação da sociedade civil, que, junto com o município, encontraram uma solução para melhorar a mobilidade da região. 
 
A área beneficiada envolve uma população de 110 mil habitantes (censo IBGE/2010). Os moradores estão distribuídos, basicamente, nos seguintes bairros da região: Cristal, Vila Assunção, Tristeza, Vila Conceição, Ipanema, Jardim Isabel e Pedra Redonda. De acordo com levantamento técnico da EPTC, 26 mil veículos/dia fazem seus deslocamentos pela rota de 2,2km da Wenceslau / Cel. Marcos / Tramandaí, entre 7h e 19h, além de 40 mil passageiros do transporte coletivo por sentido. Tempo médio de viagem entre 18 e 24 minutos.  Os principais gargalos estão localizados nos seguintes pontos: acesso ao Sétimo Céu, área da AABB, canteiros e travessias, Travessa Pedra Redonda, acesso ao Colégio Marista Ipanema, semáforo em três tempos na Tramandaí x Dea Coufal e o ponto da rotatória da Tramandaí x Comendador Castro.
 
ConstruaPOA, ferramenta do aplicativo #EuFaçoPOA
 
A ferramenta ConstruaPOA foi desenvolvida pela Procempa, em parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) e EPTC. “É mais uma funcionalidade, das mais de 20, que temos hoje disponíveis no #EuFaçoPOA, o aplicativo de serviços e participação da sociedade junto à administração municipal”, destaca o presidente da Procempa, Paulo Miranda. O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, explica que a ferramenta é uma resposta do município a um pedido da sociedade para realizar doações, com amparo legal e de forma transparente. “Quem faz a doação sabe onde será aplicado. É possível consultar o diagnóstico e objetivo de cada projeto, recebimento de sugestões, doações de materiais e insumos, apresentação dos recursos que serão investidos em serviços e sinalização, etapas concluídas e, após a conclusão, os resultados” comenta Soletti.
 
No aplicativo, os projetos estão separados por categoria: 
- Saúde
- Educação
- Inovação
- Mobilidade 
 
As doações podem ser realizadas apenas através de material a ser usado na obra/projeto. Fica vedada a doação em dinheiro, exceto na hipótese de se tratar de doação destinada a projeto ou atividade relacionada à educação para mobilidade. Os doadores podem indicar a destinação específica do bem ou serviço doado, desde que atendido o interesse público. Fornecedores da prefeitura não podem realizar doações. Mais informações no aplicativo, #EuFaçoPOA, aba ConstruaPOA. 

Para baixar o #EuFaçoPOA 
 
App Android
App iOS


/aplicativos /tecnologia /transito /zona_sul

Texto de: Claudio Furtado e Gabriela Duarte
Edição de: Andrea Brasil
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

                        
Facebook PMPA Flickr da Prefeitura RSS da Prefeitura Twitter da Prefeitura

Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Praça Montevidéo, 10 - Rio Grande do Sul - Brasil - CEP 90010-170