Estamos trabalhando em um novo portal para Porto Alegre. Visite o novo portal e ajude-nos com seu feedback.
Prefeitura de Porto Alegre
Lupa
A- A+ A- A+    A A A A    ?
concurso voltar ao topo ^

Cercamento eletrônico é aliado no combate à criminalidade

18/06/2019 11:35:38

Foto: Joel Vargas/Arquivo PMPA
Recuperados cinco vezes mais carros, em maio, em relação ao mesmo mês de 2018

Recuperados cinco vezes mais carros, em maio, em relação ao mesmo mês de 2018

Foto: Joel Vargas/Arquivo PMPA
Os roubos de veículos diminuíram 41% de 1º de janeiro a 30 de abril

Os roubos de veículos diminuíram 41% de 1º de janeiro a 30 de abril

O monitoramento das vias internas de Porto Alegre, chamado de “Cercamento Eletrônico”, recuperou cinco vezes mais carros, em maio deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, quando entrou em funcionamento. O resultado, que já é positivo, será ainda melhor à medida que mais pessoas baixarem o aplicativo #EuFaçoPoa e a funcionalidade Detetive Cidadão. Por meio dessa tecnologia, qualquer cidadão pode ajudar a encontrar veículos em situação suspeita de forma prática e segura.

A ideia é permitir que o cidadão se sinta parte integrada do projeto que visa o combate à violência e à criminalidade. Com o Detetive Cidadão, é possível fotografar a placa de um veículo suspeito e verificar sua situação. Assim que ocorre um alerta de carro roubado ou furtado, o sistema de monitoramento emite, imediatamente, uma notificação à Brigada Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Guarda Municipal, informando os dados da placa, que passa a ser acompanhada em tempo real. 

O App foi desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados do Município de Porto Alegre (Procempa), já conta com mais de 25 mil downloads e está disponível para plataforma Android e iOS e pode ser baixado gratuitamente por meio da Google Play e App Store. A metade destes downloads do #EufaçoPOA foi feita no mês de junho, quando a prefeitura começou a divulgar o aplicativo por meio de campanha institucional. Além do Detetive Cidadão, as forças de segurança ainda contam com tecnologias desenvolvidas pelo Município, como o Hórus, que agiliza o processo de identificação direta e despacho de veículos roubados no cercamento eletrônico. Cerca de 300 agentes já fazem uso deste aplicativo. 

No primeiro mês de operação do Cercamento Eletrônico, em maio de 2018, foram registrados 37 alertas, sendo que destes oito veículos em situação de roubo/furto voltaram para seus donos. Já em maio deste ano, foram 125 com 41 veículos recuperados. A eficácia do sistema no combate à criminalidade é comprovada, também, na redução do número de ocorrências policiais. Em abril de 2018, quando a Capital não contava com o serviço, foram registrados 1.048 furtos e roubos de veículos. Um ano depois, caíram para 658, redução de 37%.

Olhos da cidade - O Cercamento Eletrônico começou a ser desenvolvido no ano passado e conta com 93 locais com sistema de reconhecimento de placas, 162 pistas monitoradas, 115 por pardais, 47 por lombadas eletrônicas e 25 câmeras de monitoramento com capacidade de captura de placas. Atualmente, monitora em média 850 mil placas por dia, cerca de 25 milhões/mês, com um índice de alerta diário de cinco veículos furtados ou roubados/identificados. O Centro Integrado de Comando (Ceic) de Porto Alegre e o Departamento de Comando e Controle Integrado (DCCI) do Estado monitoram os alertas. 

Outros benefícios do sistema são maior agilidade na troca de informações e a intensificação da cooperação entre Município e Estado para execução de ações mais assertivas no combate à criminalidade. O último balanço divulgado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP/RS) também comprova a eficácia da integração de informações. Os roubos de veículos diminuíram 41% de 1º de janeiro a 30 de abril. 

Tecnologia e inteligência no cerco ao crime - A Capital gaúcha concentra mais da metade dos carros roubados no Estado. Para frear esse tipo de crime, a Prefeitura de Porto Alegre aplicou tecnologia aos pardais e lombadas, que passaram a ler placas e enviar informações sobre veículos em situação suspeita. Antes, cumpriam apenas seu papel de fiscalizar a velocidade. 

O sistema representa uma inovação no uso da tecnologia como aliada da segurança, pois, com custo baixo, permite ampliar a capacidade de repressão ao crime pelas forças de segurança pública. Colabora, ainda, nas ações e análises de investigações criminais, já que é possível identificar e rastrear veículos, e suas rotas de fuga. Os agentes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) utilizam a tecnologia para planejar suas ações e blitze, contribuindo no processo de segurança de forma transversal. 

Como baixar o App #EuFaçoPOA:
 iOS
Android

4 passos para usar o Detetive Cidadão:
1. Fotografe a placa de um veículo suspeito
2. Informe a localização do veículo
3. Caso seja um veículo roubado, um alerta será emitido às autoridades policiais
4. O veículo passará a ser monitorado em tempo real

Leia mais:
Detetive Cidadão ajuda na recuperação de veículo
 



/monitoramento /seguranca /tecnologia

Texto de: Lissandra Mendonça
Edição de: Fabiana Kloeckner
Autorizada a reprodução dos textos, desde que a fonte seja citada.

                        
Facebook PMPA Flickr da Prefeitura RSS da Prefeitura Twitter da Prefeitura

Prefeitura Municipal de Porto Alegre - Praça Montevidéo, 10 - Rio Grande do Sul - Brasil - CEP 90010-170